Meu Curso Bíblico


RECAPITULANDO AS TRADIÇÕES:

TRADIÇÃO JAVISTA

- É a mais antiga de todas as tradições.

- Chamava sempre Deus de Javé.

- Surge no período dos reinados de Davi, mais precisamente após a morte de seu filho o Rei Salomão, com o cisma dividindo  a Terra Santa em Israel (ao norte) e Judá (ao sul); por volta do século IX.

- Suas histórias são as mais apreciadas e conhecidas de toda a Bíblia.

- Sentem Javé sempre próximo, ouvindo a sua voz, seus passos, sentindo a mão de Deus fechar a arca de Noé, por exemplo, etc.

- O escritor sagrado coloca na figura de Deus o seu pensamento humano. 

TRADIÇÃO ELOÍSTA

- Deu-se no reino do norte após a morte de Salomão.

- Conservavam as grandes tradições do passado, sentiam Deus sempre no alto.

- Seu território era vasto e rico. Suas forças militares, inegavelmente, eram superiores a Judá.

- Sua posição geográfica facilitava as invasões:

1- Dos Fenícios - descendentes dos cananeus.

2- Dos Arameus - Tribos nômades da região mesopotânea, surgem com eles a língua aramaica.

3- Dos Assírios - extremamente cruéis, espalhavam o medo e ganhavam respeito.

- Jeroboão I vê-se obrigado a conviver com os cananeus e o povo fica sujeito às influências pagãs.

- Por causa da grande prosperidade, cresceu também uma grande injustiça social.  Surgem as forças de resistência com os profetas Elias e Eliseu.  Eles eram os juízes da monarquia na época: fiéis a Deus!

TRADIÇÃO SACERDOTAL

- Fruto das tradições orais que remontam a Moisés.

- Os escritos foram redigidos muitos anos mais tarde por autores sagrados inspirados por Deus e em vários lugares diferentes. 

- O Pentateuco conservava inicialmente a tradição javista e depois a eloísta. Mas com a queda do reino do norte em 722 a.C., houve a fusão das duas tradições.

 - No tempo do rei Ezequias (716-687) surgiram as primeiras redações deuteronomistas. Ele reinou por 29 anos e foi obediente a Deus.

 - A tradição sacerdotal (P) surge com o exílio por causa de Nabucodonosor (rei da Babilônia) invadir e tomar Jerusalém.

 - Os sacerdotes exilados (entre eles Ezequiel) empenham-se em procurar na herança do passado a idéia de pertença a um povo para que não fossem influenciados por muitos ídolos na época.

 - Dava importância à genealogia para manter a identidade de Israel no meio dos Babilônios a fim de permitir que Deus (JAVÉ) realizasse suas promessas. Apesar da catástofre, Ele não tinha cessado suas promessas.

 - É com uma grande parte das leis e prescrições que é consagrada a organização do culto. Constata-se em Ex 25-31 e 35-40.   

 A presença de Aarão torna-se importante ao lado de Moisés para descobrir que a instituição, para a existência do povo, é o sacerdócio.

Êxodo e Números demonstram claramente isso.

 

TRADIÇÃO DEUTERONOMISTA

 

 - Elaboraram por intuição e inspiração Divina, leis civis e religiosas, onde recorriam para solucionar problemas da época.

 - Queriam restabelecer o poder igualitário tribal.

 - Essas leis demonstravam que Israel é o povo escolhido por Deus. Elas eram baseadas na justiça, igualdade e solidariedade: “Abre mão em favor do teu irmão, do teu humilde e do teu pobre”.

 - A fidelidade de Deus é a aliança e exige compromisso com aqueles que por algum motivo estão privados de vida.

 

 



Escrito por Regina Helena Moreno Ribeiro às 14h12
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, GUARATINGUETA, Mulher, de 46 a 55 anos, Portuguese, Livros, Informática e Internet
Histórico
    Outros sites
      Vaticano
      Presbíteros
      Agência Católica de Informações
      Conferência Nacional dos Bispos do Brasil
      Site do Prof. Felipe Aquino
    Votação
      Dê uma nota para meu blog